sábado, 27 de abril de 2013

A nova Linda

A minha irmã foi com a Linda ao cabeleireiro. O Rodrigo olhou, mirou, mexeu, apalpou-lhe o cabelo  e exclamou:
- Este cabelo tem sofrido horrores, bem-vinda, vou ver que milagre se pode fazer aqui. Pior do que está é completamente impossível!
A nossa nova amiga olhou-o desconfiada e muito pouco convicta...

A Francisca chegou a casa sozinha, perguntei-lhe pela Linda. Encolheu os ombros, que tinha desistido, que fez uma cena, porque a queriam mudar, que, que, que... A minha maninha estava desolada. Subiu e enfiou-se no quarto. Cada vez que não consegue algo, retira-se, encafua-se no seu mundo...
Não consigo acreditar! 
Francisco, a tonta da Linda, que ninguém reconheceu no bar, voltou atrás? Não percebo, todos a acharam engraçada, ela divertiu-se, brincou, foi uma Bruna alegre e bem-disposta!... Parecia que estava tudo no bom caminho. À noite, contou-nos que o pesadelo começara desde que entrara para a escola, que a gozavam por causa do nome, ao ponto de ela se transformar daquela maneira. Mas, agora, com a ajuda da minha irmã,  tinha-se apercebido que as pessoas não são feias, têm é de aprender a valorizar os seus pontos fortes... 
E agora desistiu!
E eu que estava tão contente! 
Na próxima aula vamos apresentar o trabalho de português, pensei que apresentaríamos também a nova Linda... 
A única coisa positiva nisto tudo é que consegui saber porque se esconde a Linda, assim, debaixo de trapos e maquilhagem horrendos.
A minha mãe disse-nos que se calhar tínhamos ido muito depressa ao pote, que se a mudança tivesse sido mais gradual e não tão radical... É que... devagar se vai ao longe!
Fui telefonar ao grupo para combinarmos melhor a apresentação do trabalho, marcámos um encontro para a hora de almoço, na biblioteca, antes da aula de português para ultimarmos tudo. A Linda disse que não podia ir que, na aula, faria o que tivéssemos decidido. Fiquei chateada, queria que tudo corresse bem, sem falhas nem enganos e agora a menina Linda não estava disponível... Que irresponsável!
No dia seguinte.
Chegámos à aula, a Linda não havia meio de chegar. Chegou a nossa vez, ligámos o computador, o projector... Estava a fazer a introdução ao trabalho, quando bateram à porta. A professora mandou entrar, como ninguém entrou, encolheu os ombros e foi abrir a porta. Olhámos quase todos para a porta aberta. Uma rapariga ruiva e sardenta espreitou. A professora olhou-a interrogativamente.
- Posso entrar, professora, estou atrasada, mas vejo que os meus colegas estão a principiar a apresentação do trabalho...
- Linda! - gritámos em uníssono.
Ela entrou, a professora ficou ao fundo da sala a sorrir e piscou-me o olho. Rodeámos a nossa nova colega.
Francisco, todos ficámos encantados, e afinal a Francisca conseguiu mesmo fazer da Linda feia uma Linda bonita.
Estava de calças de ganga, vestida como qualquer uma de nós, usava um pouco de maquilhagem... Parecia muito mais nova, quer dizer, parecia ter a idade que tem!
Quando cheguei a casa, a Francisca queria que lhe contasse tudo.
- Nem penses, ontem enganaste-me.
- Ora, Rita, diz lá que não foi por uma boa causa? Diz lá que não gostaram da surpresa?
Francisco, sabes por que razão a Linda não foi à reunião e chegou atrasada à aula? Pois, estava com a minha irmã. A minha mana é que lhe escolheu a roupa e que a maquilhou. E não me disse nada, a malvada!
E o trabalho? Ah, a apresentação do trabalho correu bem, Francisco, a professora adorou, os meus colegas disseram que foi o melhor trabalho, ficámos duplamente contentes... Ah, e a professora felicitou-nos  pelos dois trabalhos... Sim, Francisco, a transformação da Linda e o trabalho de grupo.


4 comentários:

  1. Oi amiga, tudo bem? Lindos trabalhos, como sempre, quando souber de alguma troquinha rolando
    me avisa, quero participar....
    Estou voltando aos poucos mas já posso fazer minhas peças bem devargazinho...Já tirei o gesso...
    bjo, Thaís

    ResponderEliminar
  2. Toda a gente tem o seu lado bonito. Basta saber explorá-lo...
    A história continua interessante.
    Querida amiga Rita, tem uma boa semana.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  3. Olá amiga!
    Há quanto tempo?! Saudades muitas!
    Desde que a minha princesinha mais pequena nasceu, não tenho tido muito tempo nem energia para as bloguisses. Com muita pena minha, não tenho tido tempo para as visitas aos blogues das amigas virtuais que tanto gosto.
    Hoje obriguei-me a vir, porque além de querer espreitar como andas as coisas nestes pequenos mundos, tenho também uma novidade para contar:
    Fiz uma página no Facebook que se chama “Stock Off Bem-Trapilho” para escoar as peças Bem-Trapilho que ainda me sobram cá por casa. O objetivo é acabar de vez com as caixas e caixinhas que ainda por aqui andam.  Então, tenho tudo a preços baixinhos baixinhos. É aproveitar amiga!
    Por isso, venho convidar-te para passares por lá (www.facebook.com/BemTrapilho), fazeres um “gosto” na página (para não perderes pitada das novidades que por lá vou pondo) e se puderes divulga please! Dada a minha falta de tempo, a divulgação por parte dos amigos é fulcral para o “negócio” andar para a frente. ;) Muito obrigada, amiga!
    Um beijinho muito grande.
    Paula
    Facebook: www.facebook.com/BemTrapilho

    ResponderEliminar
  4. ¸.•°❤❤⊱彡

    Às vezes é preciso tão pouco para ser feliz!

    Bom fim de semana!
    彡❤❤ Beijinhos

    ResponderEliminar